Thaís + Johansson

Johansson – A fotografia não teve um início certo na minha vida, mas ela se firmou como meu trabalho há um pouco mais de quatro anos. Quando via fotos, gostava de imaginar o que as pessoas estavam sentindo. E isso acabou passando para o ideal da minha fotografia, que ela tenha sentimento, que tenha sentido e que tenha verdade. Afinal, foto é uma das únicas coisas (se não a única) que vai restar do grande dia do seu casamento ou dos dias que você viveu. E quando me perguntam o que eu quero fazer no futuro ou quem são meus clientes ideais, eu respondo que quero continuar fazendo o que eu amo, para pessoas que amam o que eu faço.

Thaís – Fotografia? não posso dizer que sempre sonhei com isso, na realidade nunca imaginei viver o que estou vivendo hoje. Já fotografava e gostava da fotografia, mas meu amor pelo design sempre falou mais alto. Em poucos meses estarei me formando naquilo que Deus me chamou pra ser, mas eu nem imaginava que Ele também tinha outros planos para mim, se casar com o homem dos meus sonhos e poder trabalhar juntos, como uma equipe, como amigos, como sócios, como amantes fotografando casais que marcam nossa vida a cada final de semana. Estarei fotografando pelo tempo que Deus me permitir, ao lado do homem que Ele colocou na minha vida.